5 Motivos que podem levar ao cancelamento do Bolsa Família!

O Bolsa Família é o maior projeto social em atividade no Brasil. Com fornecimento de ajuda financeira, estima-se ter conseguido ajudar mais de 13 milhões de brasileiros. O cadastro é gratuito mas quem não seguir as regras pode ter o benefício cancelado. Saiba mais!

Como funciona o Bolsa Família?

O programa do Governo Federal possui uma meta: ajudar famílias de baixa renda a manter o mínimo possível para sobreviver na cozinha. A ajuda feita por este programa social vai de R$ 39 a R$ 195 mensais por família.

Possuem direito todos com renda familiar de até R$ 85 por pessoa. Podem ser desempregados, trabalhadores rurais, mas que não possuam outra forma de rendimento. O cadastramento é feito em pontos estipulados pelo programa em parceria com prefeituras das cidades. 

O depósito da ajuda financeira é mensal. O saque é realizado em lotéricas ou agências da Caixa Econômica Federal com o cartão cidadão, emitido no ato do cadastro. 

Os motivos que podem levar ao cancelamento do Bolsa Família

O Bolsa Família pode ser cortado a qualquer momento se as regras não forem cumpridas. Este programa social usa verba federal limitada. Em caso de problemas, a suspensão serve para abrir novas oportunidades para dar direito a outras pessoas de receberem a ajuda. Os cinco principais motivos que levam ao cancelamento são:

Não realizar o recadastramento

O cadastro no Bolsa Família vale por dois anos. Após os 24 meses finalizados se o beneficiário não voltar para recadastrar seus dados, o benefício é cortado. O motivo da suspensão é saber e de fato ainda há a necessidade de receber o valor ou ele será destinado para outras famílias. 

O beneficiário conseguiu um emprego

O benefício é focado em famílias de baixa renda com renda familiar máxima de até meio salário mínimo. No geral os desempregados possuem uma vantagem no cadastramento. Mas se já há um emprego então não é necessário o depósito mensal do Governo Federal, então ele não precisa mais do valor. 

Há quem não informe sobre a nova condição de empregado e continue recebendo o dinheiro. Caso aconteça e for descoberto (o que é possível através do cruzamento de dados da Receita Federal) haverá penalidade de multa e devolução do valor recebido. 

Documentos falsos

Para receber o benefício é necessário mostrar documentos que comprovem a sua condição financeira. Se forem falsos o valor é suspenso. Pode haver processo judicial porque falsificar documentos oficiais é crime previsto em lei. 

O saque não acontece há muito tempo

Se o dinheiro ficar parado na conta por mais de seis meses o depósito pode ser suspenso. Significa que não há acesso por meio de cartão cidadão ou o beneficiário não necessita ou ainda está falecido. Neste caso é preciso procurar os agentes do programa para informar o motivo e voltar a receber o dinheiro. 

Cadastro duplo

Tentar se cadastrar duas vezes para receber o benefício pode, apenas se você tiver direito a dois benefícios. Mas tentar se cadastrar em locais diferentes com a mesma situação gera a suspensão do valor para mais esclarecimentos. Também pode ser considerado fraude.